releases Toggle

TEMPORADA 2014/2015 TRANSPORTA 549 MIL TURISTAS

A temporada de Cruzeiros Marítimos 2014/2015 terminou no último mês de maio e, de acordo com a CLIA ABREMAR BRASIL, os 10 transatlânticos que percorreram a costa brasileira transportaram 549.619 cruzeiristas, o que significa uma diminuição de 7,78% sobre o total da temporada anterior (2013/2014), que registrou 596 mil hóspedes transportados.

A América do Sul tem sido considerada, pela CLIA (Cruise Lines International Association), um dos 12 principais destinos de Cruzeiros Marítimos, ao lado de Alaska, Caribe, Mediterrâneo, Rios europeus, Canal do Panamá, Europa, Hawai, Pacífico Sul e região do Báltico. O Brasil é o sétimo colocado no ranking mundial do mercado, também de acordo com a CLIA – já estivemos na quinta colocação, mas estamos perdendo competitividade para locais onde já há uma melhor compreensão da importância deste setor, tanto para o turismo quanto para a economia. Para os próximos anos, esperamos retomar a curva de crescimento contando com o amadurecimento por parte das autoridades quanto à real importância deste segmento em termos econômicos. Em termos de impeditivos, é preciso avançar nas questões de infraestrutura e tributária que, neste último quesito, é um entrave para a cadeia do trade do turismo como um todo.

Marco Ferraz, presidente da CLIA ABREMAR BRASIL, afirmou nesta manhã, em evento para agentes de viagens, que a participação do agente é fundamental para o setor e, no mundo, 70% das viagens de navios foram comercializadas por estes profissionais. Somente no Brasil, as armadoras de navios pagaram R$ 90 milhões em comissões na última temporada. Ou seja, vale a pena que operadoras e agências de viagens invistam em treinamentos nesse nicho para seu colaborador. A venda de Cruzeiros – tanto no Brasil quanto em outros países – pode significar novos nichos de mercado.

“Mundialmente, o setor não pára de crescer e os agentes de viagem devem focar nos novos viajantes. Com isso, ampliarão ainda mais o leque de vendas”. Dados revelam que 82% dos cruzeiristas querem voltar aos destinos para uma experiência através dos cruzeiros, o que incrementa sobremaneira as economias dos destinos visitados.

Comments are closed.